Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casa da Ju

Um blog sobre DIY, Costura, Livros, Filmes e mim…

Casa da Ju

Um blog sobre DIY, Costura, Livros, Filmes e mim…

O projecto da cadeira tem avançado bem. Infelizmente não tirei fotos do processo.

Depois do primário deveria ter lixado novamente a cadeira mas não lixei (sou demasiado apressada). Pintei com spray branco e aqui começaram os desafios. Pintar com spray é muito mais rápido que o pincel (vantagem grande para gente apressadinha como eu) e tem também a vantagem de ficar lisinho, lisinho... sem se notar os micro frisos do pincel (digam-me o que me disserem, truque atrás de truque mas o raio dos frisos quando pinto a pincel notam-se sempre. Sempre!). Por outro lado, nunca consigo pintar à distância certa e pinto sempre demasiado próximo (parece-me sempre um desperdício pintar muito afastado e metade do spray desperdiçar-se no ar), e por isso fica sempre (Sempre!) com umas gotas a escorrer. Com o tempo (e com o barulho das luzes) acabamos por nos habituar aos pingos e já nem damos por eles (ou pelo menos assim espero sempre que me sentar na cadeira).

Depois forrei a cadeira toda para deixar apenas as ripinhas das costas à mostra e depois pintei de cinzento (também com spray). A parte de forrar também é um bocado seca (tão seca que decidi simplificar e é claro que houve uns 3 sitiozinhos no qual a tinta cinzenta se conseguiu infiltrar o que me levou a ter que re-pintar de branco essas partes... enfim...).

Agora só falta mesmo forrar o assento. Para isso tenho que encontrar o raio do agrafador para agrafar o tecido ao assento actual. Mas onde raio enfiei eu esse zingarelho?? Isto é o que dá ter a cave de pantanas. Acho que neste momento nem 1 cadáver lá encontrava. Raios...

Mas o que o vos parece? Prometedor? Desculpem a qualidade das fotos (tlm, não tinha a máquina a jeito).

cadeira

costas cadeira

costas cadeira 2