Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casa da Ju

Um blog sobre DIY, Costura, Livros, Filmes e mim…

Casa da Ju

Um blog sobre DIY, Costura, Livros, Filmes e mim…

Tenho que ir às compras. Dito assim parece de frete (o que numa mulher nunca é bem) mas tenho mesmo que ir. Uso a mesma roupa com muita regularidade, muita frequência. Nada me serve e tenho muita roupa que gosto, que gosto mesmo muito, que não me serve. O fim de semana é mais fácil. Umas calças de ganga e uma blusa/túnica de bom algodão e estou bem. Confortável e bem. Ao fim de semana nunca me arranjo muito. Durante a semana, tudo mais díficil. Roupa de escritório, não uso fato, mas tenho que ter um ar composto. Não gosto de me sentir apertada mas não gosto de parecer um saco de batatas. Metro e meio e peso a mais torna-me nisso. Num saco de batatas.

Por isso tenho que ir às compras. Agora, o que comprar sem gastar muito? Sempre com a esperança de muito rapidamente me conseguir enfiar dentro de algumas das minhas coisas?

O que fica bem a alguém com peso mais (e baixinha)?

 

 

7_cata_eboutiqueCopCop.jpg

 

Uma marca de roupa, é:

1. Quando se muda de cidade tentar saber onde é que se vende. 

2. Como a marca não é muito mainstream, descobrir na net o distribuidor em Portugal, ligar para lá e ficar a saber onde se vende.

3. Durante anos a fio ir à única loja em Lx que vende e fazer compras lá (sobretudo nos saldos).

4. Sempre que se vai para fora do país tentar saber onde se vende e se possível comprar.

5. Quando a única loja que vende em Lx deixa de vender, voltar a ligar para o distribuidor e descobrir que já não se vende em Portugal (em lado nenhum).

6. Tentar comprar na loja oficial online e descobrir que não vende para Portugal (não fazem entregas). Ficar também a saber que não vende para Inglaterra (porque se explorou a possibilidade de fazerem entregas no escritório de Londres). Perceber também que não é vendida em nenhum outro site multimarca.

7. Arranjar uma morada de uma amiga em França (sim, a marca é francesa e fazem entregas em França) e perceber que não me consigo registar no site para comprar, porque através do endereço IP do meu PC descobrem que não estou em França.

8. Entrar em contacto direto com a marca e pedir-lhes para abrirem uma excepção para o meu endreço IP.

Já me disseram que sim. Enviei há poucos minutos o meu IP. Espero amanhã à noite ter acesso ao site e fazer as primeiras compras. Será?

E não. Eu não sou maluca, escrava da moda, fashion addict ou que quer que me queiram chamar. Nada disso. Mas gosto mesmo muito daquela marca. Daqueles lojas com as quais nos identificamos, nas quais o problema é fazer uma pequena selecção de peças para trazer para casa e (às vezes) perceber que se estivesse uns quilinhos mais magra tudo seria mais fácil.

É esta. Digam lá que não é do melhor? Não é barata. Mas tem qualidade. Tenho coisas com vários anos que continuo a usar. Nunca ficam foram de moda. Nunca estão na moda.

Ah, e a loja em Lx que costumava ter é esta. Espreitem que também vale a pena.


pois é... acabaram as férias...
mas não o calor...
mas já apetece começar o ano... ou seja, o ano lectivo, o novo ciclo...
é que eu continuo no calendário da escola. sinto sempre o terminar das férias como o recomeço. altura de fazer planos. arrumar armários e gavetas. estabelecer objectivos. pensar em como desta vez algumas coisas vão ser melhores, diferentes. altura de renovar o armário... e aí entra a cop copine. venero. venero. venero mesmo.
ora vejam lá:
http://www.cop-copine.com/

(pena mesmo só os preços, ups... mas o que se pode fazer?)